Eles não estão preocupados em conter gastos nem em aumentar a arrecadação, querem é retirar direitos e terceirizar as atividades de Estado.

Levantamento feito pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, a pedido do Jornal Folha de S. Paulo, aponta que parlamentares que devem à União R$ 3 bilhões em tributos inscritos na dívida ativa tentam se beneficiar com o perdão dos débitos em uma negociação para alterar a medida provisória que instituiu o PRT (Programa de Regularização Tributária), uma nova regra de parcelamento com a Receita Federal.

Confira documento completo com nome dos parlamentares.
Nota Dividas Parlamentares Federais