Notícias

O efeito dominó da PEC 287

O dinheiro pago pela Previdência aos aposentados movimenta, hoje, a economia de mais de 3 mil municípios. 

Com a aprovação da Reforma e o endurecimento das regras, os municípios irão empobrecer.

A reforma irá afetar de forma desigual a população, penalizando os trabalhadores de baixa renda e com condições de trabalho mais precárias.

Leia mais: https://goo.gl/qoxeWD

Contra a Reforma da Previdência, ato da OAB e outras 160 entidades marca dia de mobilização em Brasília

Os retrocessos trazidos pela PEC 287/2016 e a falta de transparência e debate daqueles que conduzem a Reforma da Previdência foram criticados, nesta terça-feira (14), durante uma mobilização que reuniu diversas entidades e movimentos sociais.

O presidente da OAB, Claudio Lamachia, comentou o falso argumento do governo de que a previdência é deficitária e defendeu a necessidade de se abrir as contas da Seguridade Social.

Após breve abertura do ato na sede da OAB, os representantes de diversas entidades, seguiram até o Congresso Nacional para entregar ao presidente da Comissão da Reforma da Previdência, deputado Carlos Marun (MS) e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (RJ) uma carta aberta assinada pela entidades, pedindo um diálogo com o parlamento para debater melhor a Reforma da Previdência.

"Esta é a casa do povo, da democracia, e não haveria melhor local para se estabelecer esse debate”, defendeu Lamachia

Houve tumulto na entrada da Câmara dos Deputados e alguns representantes de entidades não conseguiram entrar. Mesmo assim, o auditório da Comissão ficou lotado.


Renan Calheiros afirma que governo 'já inviabilizou' a reforma da Previdência

A força das ruas começa a mostrar o absurdo de uma reforma que ampliará o contingente de trabalhadores sem proteção na velhice.

A PEC 287 irá aumentar para 65 anos a idade mínima de aposentadoria, igualar a idade de aposentadoria entre homens e mulheres, exigir 49 anos de contribuição para a aposentadoria integral, instituir o fim do piso do salário mínimo para BPC e pensões, entre outros despautérios.

Leia mais: https://goo.gl/2E0hv7